BNCC Matemática | Álgebra no 3º ano do Ensino Fundamental

Você sabia que a base conceitual para muitos assuntos que são estudados, em Matemática, nos Anos Finais do Ensino Fundamental e também no Ensino Médio, deve ser estabelecida na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental?

 


Assista ao conteúdo deste post no vídeo a seguir!


Neste post vamos falar um pouco sobre isso, na medida em que forem apresentados os objetos de conhecimento e as habilidades relacionadas ao pensamento algébrico para estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental.

Comecemos com a leitura da tabela a seguir:

Unidade temáticaObjetos de conhecimentoHabilidades
ÁlgebraIdentificação e descrição de regularidades em sequências numéricas recursivas(EF03MA10) Identificar regularidades em sequências ordenadas de números naturais, resultantes da realização de adições ou subtrações sucessivas, por um mesmo número, descrever uma regra de formação da sequência e determinar elementos faltantes ou seguintes.

Se você leu os capítulos anteriores, deve ter percebido que a habilidade evidenciada é semelhante a algumas habilidades já vistas, relacionadas ao 1º e ao 2º ano do Ensino Fundamental. Agora, em uma única habilidade, podemos ver uma síntese das que foram apresentadas.

Na etapa escolar do 3º ano do Ensino Fundamental, o estudante deve ser capaz de compreender e explicar o critério de formação de diversos tipos de sequências. E, após isso, deve ser capaz, também, de reconhecer elementos faltantes nas sequências. A novidade é que ele precisará reconhecer os próximos elementos.

Por exemplo: Nesta sequência: 0, 3, 6, _, _, 15, _, … O que se espera é que o estudante seja capaz de dizer, no mínimo, o seguinte (ou algo semelhante, mesmo que não haja muito rigor ou excesso de preocupação com a terminologia matemática, a explicação deve ser clara): Esta é uma sequência em que, de um termo para o seguinte, há o acréscimo de três unidades. A explicação formal, de que é a sequência dos múltiplos naturais, não é obrigatória para essa faixa etária. Pois bem, após compreender e explicar o critério de formação da sequência, o estudante precisa dizer que depois do 6 vem o 9, depois o 12, depois do 15, o 18 e, assim, sucessivamente.

No início do post eu disse que a base conceitual de vários assuntos estudados, em Matemática, nos Anos Finais do Ensino Fundamental ou Ensino Médio são desenvolvidas bem na infância? Pois bem, esse tipo de sequência, formada por adições ou subtrações sucessivas de números naturais é um tipo de Progressão Aritmética, assunto que é visto lá no Ensino Médio.

Agora vejamos o próximo objeto de conhecimento e a próxima habilidade:

Unidade temáticaObjetos de conhecimentoHabilidades
ÁlgebraRelação de igualdade(EF03MA11) Compreender a ideia de igualdade para escrever diferentes sentenças de adições ou de subtrações de dois números naturais que resultem na mesma soma ou diferença.

A relação de igualdade, que é um tipo de comparação, é um conceito essencial para o desenvolvimento dos estudos das equações, que vai acontecer, principalmente, no 7º ano do Ensino Fundamental. Muitas vezes o que se ensina sobre igualdade na escola, até então, é algo do tipo: aparece uma operação simples ou uma expressão numérica e logo depois o sinal de igualdade. E esse sinal de igualdade indica que operação ou expressão numérica tem um resultado.

Mas a igualdade não é um ponto de interrogação, e sim uma relação de comparação. A habilidade EF03MA11 sugere o seguinte: De um lado temos 5 + 2, que é igual a 7. Por outro lado temos 4 + 3, que também é igual a 7. Sendo assim, como comparar essas duas expressões: 5 + 2 e 4 + 3? Como as duas dão o mesmo resultado, espera-se que o estudante compreenda que 5 + 2 = 4 + 3.

O mesmo raciocínio pode ser aplicado para subtrações: 9 – 4 e 6 – 1. As duas expressões são iguais a 5, portanto, essas duas expressões, 9 – 4  e 6 – 1, são iguais.

Se quiser compartilhar comigo os seus pensamentos, você pode me localizar em algum canal na internet (Site, YouTube, Instagram, Facebook ou Pinterest) ou enviar um e-mail diretamente para mim. Terei o maior prazer em trocar uma ideia. E, se quiser envolver outras pessoas na nossa conversa, utilize a #BNCCMatemática nas redes sociais.

Grande abraço e bons estudos!


Leia os outros posts dessa série: “Álgebra nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental“: